diabetes

A Diabetes

Que tipos de diabetes existem?

– Diabetes Tipo 1
– Diabetes Tipo 2
– Diabetes Gestacional
– Outros tipos de Diabetes

Existem outros tipos de diabetes além do Tipo 1, Tipo 2 e Gestacional, mas esses ocorrem com muito menor frequência. São eles:

– Diabetes Tipo LADA (Latent Autoimmune Diabetes in Adults):  costuma ser confundido com a diabetes do tipo 2. A maior incidência concentra-se em pacientes entre 35 e 60 anos. A manutenção do controle de glicemia é o principal objetivo do tratamento do portador de diabetes tipo LADA. Um aspecto que deve ser levado em conta, refere-se à progressão para a necessidade de terapia com insulina.

– Diabetes tipo MODY (Maturity-Onset Diabetes of the Young) que afecta adultos jovens mas também adolescentes e crianças. Apresentam-se com características de diabetes tipo 2 e são causadas por uma mutação genética que leva a uma alteração da  tolerância à glucose.

– Diabetes Secundário ao Aumento de Função das Glândulas Endócrinas (Ex: doença de Cushing, acromegalia ou gigantismo, feocromocitoma, glucagenoma)

– Diabetes Secundário a Doenças Pancreáticas (Exemplos: pancreatite crónica, Destruição pancreática por depósito de ferro denominado hemocromatose)

– Resistência Congênita ou Adquirida à Insulina

– Diabetes Associado a Poliendocrinopatias Auto-Imunes

– Diabetes Relacionados à Anormalidade da Insulina (Insulinopatias)

Fatores de risco

A Diabetes não tem cura. No entanto, é perfeitamente possível que leve uma vida completamente normal. Um bom controlo metabólico é conseguido através de estilos de vida saudáveis, nomeadamente alimentação e exercício, e acompanhamento por profissionais de saúde credenciados na área da Diabetes.

Alguns fatores de risco são possíveis de controlar, designados como fatores de risco modificáveis; outros, não podemos controlar, designados como fatores de risco não modificáveis.

Fatores de risco

O que é a Pré Diabetes ou Hiperglicemia Intermédia

É o termo usado para identificar as pessoas que possuem risco elevado de desenvolver diabetes. É uma forma ou um estado intermediário entre a normalidade e a diabetes do tipo 2 no adulto. No entanto, sabe-se que nem todos irão deixar a condição de pré-diabético para se tornar um diabético. A melhor maneira de identificar a pré-diabetes é através da doseamento da glicemia. Sua definição laboratorial dá-se quando a glicemia de jejum (mínimo de oito horas) encontra-se entre 100 e 125 mg/dl (Anomalia da glicémia em jejum) e/ou quando o valor de glicemia na segunda hora do teste de sobrecarga oral à glicose (administrada glicose com água) está entre 140 e 199 mg/dl (Tolerância diminuída à glicose).

Valores de glicemiaConcentração de glicemia no indivíduo

clique sobre as imagens para saber mais sobre os valores de referência

A figura do lado direito demonstra os níveis de açúcar no sangue: 1º num indivíduo saudável, onde  a quantidade de glicose (açúcar) é normal; 2º um estado de hiperglicemia intermédia onde a glicemia é superior ao normal e 3º no diabético onde a  glicemia é excessiva.

É importante que periodicamente controle os seus valores de glicemia, o que lhe vai permitir avaliar se os cuidados que tem são eficazes e suficientes para manter a Diabetes à distância.

Fonte: APDP
Categorias: Saude

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Menu
Conversas de WC